O Bloco K prorrogou? Não espere. Teste agora!

ECF

O Bloco K faz parte do Sistema Público de Escrituração Digital – SPED e obriga os estabelecimentos industriais ou a eles equiparados e os atacadistas a prestar informações eletrônicas mensais do processo de produção sobre o consumo de matéria-prima, dados de estoque, insumos e detalhes industriais sobre a transformação final do produto.

Através do Bloco K, o Fisco consegue combater a sonegação fiscal, já que é possível checar a veracidade das informações correspondentes ao que foi utilizado para produzir algo e o que restou no estoque existente.

Para se adequar a essa nova obrigação fiscal, é preciso que as empresas identifiquem as falhas nos processos para evitar multas por incompatibilidade das informações ou por atraso das entregas.

A entrega da obrigatoriedade foi prorrogada para janeiro 2017 pelo Conselho Nacional de Política Fazendária – CONFAZ, mas é importante iniciar os testes desde já, pois as empresas que não estiverem preparadas terão que rever os seus processos e manter os dados das suas operações sempre atualizados, através da informatização. A nova entrega depende do porte e do ramo de atividade da empresa, de acordo com a CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas).

As empresas com operações industriais classificadas nas divisões 10 a 32 na CNAE pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$ 300.000,00, os estabelecimentos industriais de empresa habilitada ao Regime Aduaneiro Especial Entreposto Industrial sob Controle Uniformizado (Recof) ou a outro regime alternativo a este, devem prestar contas sobre o Bloco K em janeiro de 2017.

Em janeiro de 2018, as indústrias classificadas nas divisões 10 a 32 da CNAE pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$ 78.000.000,00 prestarão essas informações ao Bloco K.

Para janeiro de 2019, os demais estabelecimentos industriais, os estabelecimentos atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da CNAE e os estabelecimentos equiparados à indústria devem prestar contas ao Bloco K.

A Nasajon Sistemas já está adequando os sistemas Scritta e Estoque SQL ao Bloco K. Não deixe para depois! Comece a testar a qualificação das informações dentro do processo na prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *